Páginas

terça-feira, dezembro 20

Por fora é mais bonito



Andando pelas margens do caminho
Em meias bordas falsas de amor
Na lateral que se cria um sorriso
Disfarçando por dentro a minha dor

Celebrando contente a alegria
Da magia que se cria um fogo frio
Que é mais forte e permanente que a risada
Que sem voz, sem força, se esvaiu

Travando rigoroso na garganta
Um nó perfeito com um laço a completar
A escassez da falta de um detalhe
Pra de uma vez meu coração dilacerar

Na tentativa de voltar, um recomeço
No medo da dúvida e o não saber
Repleta de tormentos impetuosos
Marcados pela dor e o sofrer

Evelyn Dias

7 comentários:

  1. Como os versos que ontem comentei estes estão igualmente lindíssimos, muito bom de se ler, de se sentir e gostaria de dizer que adorei o seu novo post mas tive de comentar aqui porque não dá para comentar nele. Um Beijo :)*

    ResponderExcluir
  2. boa tarde querida
    tua presença faz falta em meu blog

    venho a visitar, pois aqui me sinto bem

    bruno

    ResponderExcluir
  3. é que é mesmo isso :s ela tão cheia e nós aqui tão vazias :|

    ResponderExcluir
  4. Tambem tenho travado na garganta um nó, que nãão se desfaz ;@

    bjs

    ResponderExcluir
  5. Mas o tempo cura toda ferida e novas oportunidades haverão de surgir, menina jovem e linda o futuro te há de sorrir. Não se turve seu coração, de nossos sentimentos não entendemos a razão, mas tudo toma seu próprio rumo e direção, é assim as coisas do coração. bjim. Lindo poema.

    ResponderExcluir
  6. Estivemos juntos por mais um ano, para minha alegria, no blog, no facebook, no orkut, no e-mail, não importa, eu agradeço.

    Há de ser o Natal um grande momento de paz. Há de ser o Ano Novo um tempo de amor.

    Que a paz, o amor e a harmonia permaneçam em seus corações e seus lares.

    Quando em minhas preces, agradeço por vocês existirem na minha vida, enxergo minha pessoa, tão frágil, tão “comum”, tão indignada com as coisas do mundo e me pergunto,como cheguei a vocês?

    Sem planejar, até mesmo sem perceber, aumentou minha família.

    Escuto um eco enorme à minha pequena voz... vocês apareceram na minha telinha, tão natural, tão espontâneo!

    Chego a pensar que sempre foi assim. É assim!!!

    Percebo ainda, que falamos em

    Anas, Josés, Cecílias, Beths, Carminhas, Marias essa e aquela, Edisons, Eloys, Fátimas, Veras e tantos outros, como pessoas de minha maior convivência, na mesa do jantar, ou mesmo almoço.

    Quero desejar agora;

    Da minha família para a sua família, um FELIZ NATAL.

    FELIZ ANO NOVO.

    Que a paz do Natal se multiplique no ano que se inicia.

    Obrigada por fazerem parte da minha vida.

    DEUS os abençoe.

    FIQUEM COM DEUS.

    ResponderExcluir