Páginas

quarta-feira, novembro 28

Para amores impossíveis



Ah, moço! Será que eu me esqueci como se escreve?
Escondi seu rosto e apaguei as nossas conversas...
O amor é tão grande assim, capaz de me fazer recuperar horas de solidão trancada no meu quarto escrevendo cartas que, supostamente, ninguém leria?
Ah, seu moço! Eu preferia viver essa ilusão do que ficar a mercê de palavras vazias. Eu gosto de sentimento!

Doce e fofo, mas sem embrulho.

Evelyn Dias

5 comentários:

  1. Olá.

    Belo texto... bom te ler.

    Bom dia.

    ;D

    ResponderExcluir
  2. "Eu gosto de sentimento"... Sentimento verdadeiro.

    Que saudade de você aqui moça! Não fica longe muito tempo, não. É encantador te ler.

    Ps. Obrigada pelo selinho! Fiquei muito feliz quando vi seu comentário no Roda Viva. Obrigada pelo carinho!
    Logo mais publico ele no RV.

    Beijos no coração

    ResponderExcluir
  3. Oi Linda,
    Viver de palavras vazias não dá né?!Melhor mesmo deixar os sentimentos se encontrarem com as palavras.
    Amei o selinho,obrigada!
    abraço,=)

    ResponderExcluir
  4. Que textinho lindo amei.Também gosto de sentimentos e sem embrulho...
    Beijos

    ResponderExcluir