Páginas

domingo, agosto 19

Equívoco


E se chover?  O que farei eu para realizar meu sonho, num encontro em que provavelmente o sol não aparecerá? Que constância teria atrasar-me o dia e perder toda a oportunidade de realizar-me em luz. Estou triste. É um fato novo que lavar-se torna uma expectativa indesejável. Afundar-me-ia nas poças fundas dos meus próprios empecilhos. Ou seria uma pedra no meio do caminho? Não, tiraram-na. Era um buraco. Não era um poço. Era uma poça. E não há nada que eu possa fazer. Irei molhando para a escola...

[Isso não é normal, mas eu gostei... rs]

Evelyn Dias

5 comentários:

  1. O mundo é de quem não tem medo de molhar os pés.
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Evye bom dia!!
    Se chover, a felicidade será regada por um desafio, e crescerá na medida em que se despenda coragem e ânimo. Pois a chuva em nós não é um mal, a pedra, o buraco, o poço e a poça não são os impecilhos maiores... O que realmente é impecilho é ter medo de viver o que a vida for.
    Um beijo carinhoso
    Doces sonhos, menina
    Lello

    ResponderExcluir
  3. Mas são as coisas anormais que são legais. rs

    Uma boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Olá.

    Dance na chuva, então... dance e deixe que a chuva lave a tua alma e leve tudo para bem longe.

    Parabéns... belíssimo texto.

    Boa tarde.

    ;D

    ResponderExcluir